Top Falar Quotes

Browse top 35 famous quotes and sayings about Falar by most favorite authors.

Favorite Falar Quotes

1. "Mas sabes principalmente, com uma certa misericórdia doce por ti, por todos, que tudo passará um dia, quem sabe tão de repente quanto veio, ou lentamente, não importa. Por trás de todos os artifícios, só não saberás nunca que nesse exacto momento tens a beleza insuportável da coisa inteiramente viva. Como um trapezista que só repara na ausência da rede após o salto lançado, acendes o abajur no canto da sala depois de apagar a luz mais forte no alto. E finalmente começas a falar."
Author: Caio Fernando Abreu
2. "Era domingo. Se fumasse, acenderia agora um cigarro para ficar com ar de pessoa distraída. Mas assim tão sem vícios e portanto sem ter sobre o que derramar a distração que desejava, ai - assim ficava tão solta. Perdi até o sono, suspirou, como se o sono fosse a sua última reserva de segurança. E estou compreguiça de trabalhar e tenho vontade de falar uma palavrão, que merda também."
Author: Caio Fernando Abreu
3. "Isso é mais uma coisa que aprendi com o tempo, sabe? O bem e o mal não existem! Quer dizer, existir até que existem, mas apenas no contexto de uma pergunta importante: bem ou mal para quem? A questão é que tudo depende do ponto de vista, entende, filho? Pense numa partida de futebol, por exemplo. A vitória é ótima para o time que vence, mas a mesma vitória é amarga para quem perde. Não é?Agora, imagine que jogadores dos dois times sejam entrevistados para falar da partida. Os que ganharam com certeza elogiarão a atuação do seu time, enfatizarão a importância dos pontos obtidos com a vitória. No entanto, o jogador do time que perdeu reclamará dos erros da equipe, das condições desfavoráveis do gramado, descerá o pau na arbitragem e coisa e tal. No fim, para uns o resultado terá sido justo, enquanto outros tenderão a se sentir injustiçados. As coisas são sempre assim. Nossa visão depende sempre do lado em que estamos."
Author: Camilo Gomes Jr.
4. "Falar é de ignorantes, calar é de cobardes, ouvir é de sábios"
Author: Carlos Ruiz Zafón
5. "Retrato de Mulher Triste Vestiu-se para um baile que não há.Sentou-se com suas últimas jóias.E olha para o lado, imóvel.Está vendo os salões que se acabaram,embala-se em valsas que não dançou,levemente sorri para um homem.O homem que não existiu.Se alguém lhe disser que sonha,levantará com desdém o arco das sobrancelhas,Pois jamais se viveu com tanta plenitude.Mas para falar de sua vidatem de abaixar as quase infantis pestanas,e esperar que se apaguem duas infinitas lágrimas."
Author: Cecília Meireles
6. "Não precisaremos falar mais nem sentir: Seremos só de afinidades: morrerão as alegorias"
Author: Cecília Meireles
7. "Por te falar eu te assustarei e te perderei? mas se eu não falar eu me perderei, e por me perder eu te perderia."
Author: Clarice Lispector
8. "Ne zaman bir öykü anlatilsa gece olur. Nerede oturulursa oturulsun, zaman ve mevsim ne olursa olsun, masal anlatmak saçaklardan yildizli bir gökyüzünün ve beyaz bir ayin çikip süzülmesine ve dinleyenlerin kafalarinin üstünde asili durmasina neden olur. Kimi zaman, masalin sonuna dogru oda safakla dolar, kimi zaman arkada bir yildiz parçasi kalir, kimi zaman da firtinali gökyüzünden bir paçavra parçasi. Ve arkada kalan her ne olursa olsun, bu sey çalismak için, ruh-yapiminda kullanmak için bir armagandir."
Author: Clarissa Pinkola Estés
9. "Graças a Karl Kraus comecei a compreender que cada indivíduo tem uma configuração lingüística própria, que o distingue de todos os demais. Compreendi que embora os homens falem uns com os outros, não se entendem; que suas palavras são golpes que ricocheteiam nas palavras dos outros; que não existe ilusão maior do que a opinião de que a língua é um meio de comunicação entre seres humanos. Fala-se com a outra pessoa, mas de uma maneira que ela não entende. Continua-se a falar, e ela entende ainda menos. Um grita, o outro grita também: a exclamação, que tem uma vida miserável na gramática, apodera-se da língua. Como bolas, as exclamações saltam para lá e para cá, chocam-se e caem pelo chão. Raramente algo que se diz consegue infiltrar-se nos outros; e, quando isso afinal acontece, é entendido às avessas."
Author: Elias Canetti
10. "O espanto certamente foi, no passado, aquele espelho, de que tanto nos agrada falar, que trazia os fenômenos para uma superfície mais lisa e tranqüila. Hoje, esse espelho está despedaçado, e os estilhaços do espanto tornaram-se pequenos. Porém, mesmo no mais minúsculo estilhaço, já não se reflete apenas um fenômeno isolado: impiedosamente, este arrasta consigo o seu reverso - o que quer que você veja, e por menos que veja, transcende a si próprio a partir do momento em que é visto."
Author: Elias Canetti
11. "Lavando a louça, estendendo a roupa, fazendo o almoço; puxando o vestido de mamãe para falar-lhe ao ouvido."
Author: Filipe Russo
12. "No domínio da vida quotidiana afigurava-se, sem dúvida, necessário, pelo menos às vezes, reflectir antes de falar, mas um membro do Partido chamado a emitir um juízo político ou ético devia ser capaz de disparar as opiniões correctas tão automaticamente como uma metralhadora dispara balas."
Author: George Orwell
13. "A Novilíngua diferia da maior parte das outras línguas porque o seu vocabulário ia diminuindo em vez de aumentar todos os anos. Cada redução era um ganho, pois quanto menor a área de escolha, menor a tentação de pensar. Como fim último, esperava-se atingir uma linguagem emitida pela laringe, sem passar pelos centros nervosos superiores. Objectivo esse, francamente admitido no termo de Novilíngua "patofalar", que significava "grasnar como um pato". (...) Desde que as opiniões grasnadas fossem ortodoxas, o termo era perfeitamente laudatório; quando o Times se referia a um dos oradores do Partido caracterizando-o como "duploextrabom patofalante" estava a fazer-lhe um elogio caloroso e extremamente apreciado."
Author: George Orwell
14. "La última vez que vi al Hombre de las Cetonias fue un atardecer, estando yo sentado en un altillo que dominaba el camino. Venía evidentemente de alguna fiesta y había tragado cantidad de vino, pues hacía eses de lado a lado del camino, tocando con la flauta una tonada melancólica. Grité un saludo, y sin volverse me hizo una seña estrafalaria. Al doblar el recodo se silueteó un instante sobre el pálido color lavanda de la tarde. Vi su sombrero andrajoso con las plumas al viento, los abultados bolsillos de su abrigo, las jaulas de mimbre llenas de soñolientas palomas a su espalda, y sobre la cabeza, dando vueltas y más vueltas a lo tonto, los puntitos minúsculos de las cetonias. Torció entonces la esquina y no quedó sino el cielo pálido con una luna nueva suspendida como una pluma de plata y el blando gorjeo de su flauta perdiéndose en el crepúsculo lejano."
Author: Gerald Durrell
15. "...ve ben kendimin kapagini açip, Ivan için kitabin ilk sayfalarini ariyorum, yüzümün gizemli görünmesini sagliyorum..."
Author: Ingeborg Bachmann
16. "Kafalari verilerle dolu, ayakta duran ilerlemeci maymunlarla birlikte yürümeyecegim. Kosularinin yöneldigi uçurum apaçik önlerinde durmaktadir, eger, kisir ve anlamsiz yoluna usanmadan baska isimlerle devam etmek yerine, Tanri'ya sükür, ilerleme bir gün sona erecekse. Tozlu düz yolunuzda yürümeyecegim ve yaratici sanatiyla hiçbir ilgisi olmayan siz küçük yaraticilarin o degismez dünyasina sirtimi dönecegim. Ne Demir Taç önünde egilecegim henüz ne de kiracagim küçük altin asami...¦ Tolkien - Mythopoeia Siiri"
Author: J.R.R. Tolkien
17. "Alegoria:no es que vaya mal trajeado, ni que lleve un peinado estrafalario o no se lave o le cuelguen cadenas del cuello.similie: ahora si se cubria la desnudez con los brazos como si tuviera vergûenza o friosoliloquio: velando su enfermedad tras haberle quitado alguna ropa.similie: deje de sntir la tensióm de su cuerpo que se apretaba contra mi de espaldas como si empujaraalegoria:ese amigo se llama o se hace llamar Ruib´rttiz de Torres y tiene un aspecto indecoroso.es escritor aplicado y con buen oído de convencional talento y más bien mala suerte."
Author: Javier Marías
18. "José Cortinhal foi sempre um homem muito calado, só falava quando a isso era obrigado e parecia que as palavras que conhecia eram tão poucas que estava sempre com medo que elas se acabassem. Dizia uma palavra e deixava o silêncio tomar conta dela até a asfixiar, e só depois dizia outra. O silêncio parecia também servir para falar."
Author: Joaquim Mestre
19. "Falar do passado é o mais fácil que há, está tudo escrito, é só repetir, papaguear, conferir pelos livros o que os alunos [escrevem] nos livros ou nas chamadas orais, ao passo que falar de um presente que a cada minuto nos rebenta na cara, falar dele todos os dias do ano ao mesmo tempo que se vai navegando pelo rio da História acima até às origens, ou lá perto, esforça-nos por entender cada vez melhor a cadeia de acontecimentos que nos trouxe aonde estamos agora, isso é outro cantar, dá muito trabalho, exige constância de aplicação, há que manter sempre a corda tensa, sem quebra."
Author: José Saramago
20. "Devemos é reparar nas diferenças entre aquele tempo e este tempo, para falar, como para matar, é preciso chegar perto"
Author: José Saramago
21. "- Minha filha, vens da água e a água fala. Vens do tempo e estarás no tempo e a tua palavra estará no vento e será espalhada pela terra. A tua palavra será o fogo que transforma todas as coisas. A tua palavra estará na água be será espelho da língua. A tua palavra terá olhos e verá, terá ouvidos e ouvirá, terá tacto para mentir com a verdade e dirá verdades que parecerão mentiras. E com a tua palavra poderás regressar à quietude, ao princípio onde nada é, onde nada está, onde tudo o que foi criado regressa ao silêncio, mas a tua palavra despertá-lo-á e terás de nomear os deuses e terás de dar vozes às árvores e farás com que a natureza tenha língua e falará por ti o que é invisível. E a tua língua será palavra de luz e a tua palavra, pincel de flores, palavra de cores que, com a tua voz, pintará novos códices."
Author: Laura Esquivel
22. "Houve um poeta que me disse que o mundo, tal como está, pode matar. Não vou deixar que isso aconteça, sei bem que tenho uns ferros no coração e que de repente posso começar a escorregar para dentro de mim mesmo. Então não se consegue parar. Foi isso mesmo que o Zeca Afonso disse no ouvido da mulher quando estava a morrer: Não consigo parar. Sei perfeitamente o que ele queria dizer. Mas não vou deixar que o mundo, tal como está, dê cabo de mim. Tenho as minhas canas de pesca e as minhas espingardas. É sempre possível ir aos robalos, dar uns tiros. Ou então pegar na caneta e vir para aqui falar contigo. Um cão nunca abandona o dono. Mesmo que não te veja sei que estás aí: é quanto me chega. As minhas armas e eu. O meu cão e eu."
Author: Manuel Alegre
23. "No começo, Liesel não conseguiu dizer nada. Talvez fosse a súbita turbulência do amor que sentiu por ele. Ou será que sempre o tinha amado? Era provável. Impedida como estava de falar, desejou que ele a beijasse. Quis que ele arrastasse sua mão e a puxasse para si. Não importava onde a beijasse. Na boca, no pescoço, na face. Sua pele estava vazia para o beijo, esperando."
Author: Markus Zusak
24. "Quanto mais longe, mais perto me sinto de ti, como se os teuspassos estivessem aqui ao pé de mim e eu pudesse seguir-te efalar-te e dizer-te quanto te amo e como te procuro, no meio deuma destas ruas em que te vejo, zangado de saudade, no céu claro,no dia frio. Devolve-me a minha vida e o meu tempo. Diz qualquercoisa a este coração palerma que não sabe nada de nada, que julgaque andas aqui perto e chama sem parar por ti"
Author: Miguel Esteves Cardoso
25. "Parece que os velhos são capazes de ficar sentados um ao lado do outro semdizerem nada e ainda assim satisfeitos. Os jovens, irrequietos e impacientes, têm sempre que quebrar o silêncio. É um desperdício, porque o silêncio é puro. O silêncio é sagrado. Ele aproxima as pessoas, porque só quem se sente confortável ao lado de outra pessoa pode ficar sentado sem falar. Esse é o grande paradoxo."
Author: Nicholas Sparks
26. "Yatagina uzandi, ülkesini ve çocuklari düsündü. Bu ülkede çocuklara yer yok. Baska ülkelerde varmis, her tarafi yesil ülkelerde. Biz, büyük bir sabirsizlikla çocuklarin büyümelerini bekliyoruz. Onlarin kafalarina vuruyoruz, adam olmalari için. Seniyezitseni olarak görüyoruz onlari. Kafalarini tiras ediyoruz çabuk büyüsünler diye. "Benim içimdeki çocuk büyümedi. ( Yirmiüçnisanda onu da bir saatlik basbakan yapsalardi belki büyürdü. Hayir, büyümezdi!) Yillardir tasiyorum içimdeki çocugu; yasamadigi için büyümedi hiç, amcasi. Ögretmenim! Efendim? Ben evlendim."
Author: Oğuz Atay
27. "Com o Jaí foi mais rápido, nas emoções contidas dele, modo de falar dos professorados todos dele, aí a JuízaMeritíssima aproveitou pra entender algumas coisas do presente, porque vistas bem as coisas, aquela sessão tava mais radicada nos passados, que é também o modo e a maneira das pessoas viverem a vida, muadiê, num sei se já reparaste, mas isso do presente é uma só armadilha, coisa de poucos valores reais, pois o que se faz é sempre ir perguntando no futuro o que ele nos vai dar, voltar no presente, fazer as contas rápidas e espreitar no passado, outras vezes parecidas, se foi assim mesmo como o futuro está prometer, ou não é, avilo?, pra mim é tudo a mesma rede: pontas dela são os dias, bóias dela são os passados, atirar rede na água são os futuros e o peixe, o peixe? – o peixe vindouro somos nós mesmo, apanhados nas correntes marítimas do presente. Falei bonito, muadiê?"
Author: Ondjaki
28. "Nunca se deveria fazer uma coisa de que não se possa falar depois do jantar."
Author: Oscar Wilde
29. "O beijo durou, minutos inteiros, tempo suficiente para que a realidade encontrasse uma fresta entre as suas bocas aderentes e se enfiasse por aí adentro, obrigando ambos a analisar o que estavam a fazer.Separaram-se. Mattia sorriu apressadamente, automaticamente, e Alice levou um dedo aos lábios húmidos, quase que a certificar-se se tinha realmente acontecido. Havia uma decisão a tomar e tinha de ser tomada sem falar. Olharam um para o outro, alternadamente, mas já tinham perdido a sincronia e os seus olhos não se encontraram."
Author: Paolo Giordano
30. "O meu nome diz o que devo ser, o que devo pensar, o que devo falar. Meu nome é uma gaiola em que estou preso. Mas se, ao acordar, eu tiver me esquecido do meu nome, terei esquecido também de tudo que se espera de mim. Se nada se espera de mim, estou livre para ser aquilo que nunca fui. Começarei a viver minha vida a partir de mim mesmo e não a partir do nome que me deram e pelo qual sou conhecido."
Author: Rubem Alves
31. "Insanlarin en zayif taraflari, sormadan, arastirmadan, düsünmeden, kafalarini patlatmadan inanmak hususundaki hayret verici temayülleridir."
Author: Sabahattin Ali
32. "E quando à tua frente se abrirem muitas estradas e não souberes a que hás-de escolher, não metas por uma ao acaso, senta-te e espera. Respira com a mesma profundidade confiante com que respiraste no dia em que vieste ao mundo, e sem deixares que nada te distraia, espera e volta a esperar. Fica quieta, em silêncio, e ouve o teu coração. Quando ele te falar, levanta-te, e vai para onde ele te levar."
Author: Susanna Tamaro
33. "-Porque é que, no silêncio da noite, nos assusta falar em voz alta? Nunca fizeste essa experiência? (...) Era preciso fazê-la. Mergulhados no silêncio nocturno, sentimo-nos não existir."
Author: Vergílio Ferreira
34. "é esse teu velho álbum de fotografias, que tanta vez me explicaste por saberes que eu conhecia já a vertigem do tempo e me legaste depois «para o guardar» e eu tenho agora aqui na minha frente como o espectro das eras e das gentes que já mal sei e me fitam ainda do lado de lá da vida e me querem falar sem poderem e me angustiam como o olhar humano do Mondego dias antes de o António o matar."
Author: Vergílio Ferreira
35. "Llévate mi bendición y graba en tu memoria estos principios: no le prestes lengua al pensamiento, ni lo pongas por obra si es impropio. Sé sociable, pero no con todos. Al amigo que te pruebe su amistad sujétalo al alma con aros de acero, pero no embotes tu mano agasajando al primer conocido que te llegue. Guárdate de riñas, pero, si peleas, haz que tu adversario se guarde de ti. A todos presta oídos; tu voz, a pocos. Escucha el juicio de todos, y guárdate el tuyo. Viste cuan fino permita tu bolsa, mas no estrafalario; elegante, no chillón, pues el traje suele revelar al hombre, y los franceses de rango y calidad son de suma distinción a este respecto. Ni tomes ni des prestado, pues dando se suele perder préstamo y amigo, y tomando se vicia la buena economía. Y, sobre todo, sé fiel a ti mismo..."
Author: William Shakespeare

Falar Quotes Pictures

Quotes About Falar
Quotes About Falar
Quotes About Falar

Today's Quote

No AbsolutesThe sound of the human voice like the bell ring of metal and crisp air under grey skies—romantic yet ominous—Don't worry about contradictions. No one is innocent.No one is guilty.We are all misunderstood even by ourselves.Yet when we know lovewe know everything."
Author: Belinda Subraman

Famous Authors

Popular Topics